Porque, todo filme é bom, o que atrapalha é a crítica. Ou não?

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Ao Entardecer





Ao Entardecer (Evening/2007) não é um drama diferente dos que já vimos por aí. Conta a história de um grupo de jovens que diante das circunstâncias da vida, fazem escolhas que vão mudar para sempre o futuro de cada um deles.
O cenário, um casarão e uma bela paisagem à beira mar, divide a produção em duas épocas distintas. A primeira se passa nos dias de hoje, quando Vanessa Redgrave (Ann) está em seu leito de morte e passa a falar de uma parte do seu passado nunca antes revelada. A segunda parte da história é justamente a lembrança da personagem, quando a então jovem Ann, (interpretada por Claire Danes) vai para o casamento de sua melhor amiga Lila Wittenborn (Mamie Gummer, vivida mais tarde por Meryl Streep). O que se revela ao longo do filme, é que tanto Ann como Lila são apaixonadas pelo mesmo homem, o jovem médico Harris Arden (Patrick Wilson) e que este triângulo amoroso vai mudar a vida dos três jovens para sempre.
E por falar em escolhas, o elenco foi, deveras, uma escolha acertada. Claire Danes e Vanessa Redgrave, fazem de Ann uma personagem que cresce ao longo da trama, que mesmo após muitos anos, ainda se questiona sobre as escolhas do passado.
Em outro prisma, temos a filha mais jovem de Ann, vivida por Toni Collete, que assim como a mãe, se confronta com um momento delicado, onde também precisa fazer uma escolha que vai dar outro rumo à sua vida. Toni Collete, como sempre, brilhando em cena.
O galã da trama, vivido por Patrick Wilson, não compromete o triângulo amoroso do filme, mas, o destaque do elenco masculino é o irmão problemático de Lila, Buddy em uma ótima atuação de Hugh Dancy.
Como eu disse no início, não há nada de novo em ‘Ao entardecer’, mas, a excelente fotografia, o elenco afinado e a história bem contada, fazem dele um filme que vale a pena assistir.
Trailer aqui.

5 comentários:

Cristina disse...

Vou colocar esse na minha lista. Essa história me lembrou um pouco a de "Colcha de retalhos", um lindo filme, aliás - já viu?

Karine disse...

Me deu vontade de assistir,pq Patrick Wilson e High dancy num mesmo filme,né brinquedo nãããoo..

^^

Beijinhos!
Seu blog é uma beleza!Também amo assistir filmes ( e comentar sobre eles,é claro..)

Posso linká-la?

^^

beijinhoss

Aì vai o meu link:
http://nicespeech.blogspot.com/

Cecilia disse...

Vou baixar esse e "Grace is gone". Estou com saudade da Meryl Streep e do John Cusack.

Cecilia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cinevita disse...

Concordo bastante. O filme tem mesmo diversos problemas, mas ainda possui belas virtudes, como as menciondas por você. Acho que não merecia o criticismo empregado à ele tão fortemente pela maioria.

Dou 3 estrelas também.

Ciao!