Porque, todo filme é bom, o que atrapalha é a crítica. Ou não?

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Jogo de amor em Las Vegas



Quando 'Jogo de amor em Las Vegas' (What Happens in Vegas /EUA/2008) estava nos cinemas, eu olhava para o cartaz do filme com desprezinho, afinal, tinha Shyamalan bombando com o seu 'Fim dos Tempos' (que se revelou uma grande perda de tempo) e outros blockbusters muito mais legais que assistir Cameron Diaz e Ashton Kutcher se matando para fazer um casamento dar certo. Mas, ontem ao assistir o filme já em DVD, percebi que estava totalmente enganada. 'Jogo de amor em Las Vegas' é surpreendentemente engraçado e tem uma historinha até muito coerente, levando em conta as comédias lixos que tem sido lançadas por aí.
Na verdade, o que salva o filme é o casal central, que tem química e conduzem o filme direitinho, como manda a cartilha. Me surpreendeu!
No filme, Joy (Cameron Diaz) parte para Las Vegas com sua melhor amiga para tentar se refazer do pé na bunda que levou do noivo. Jack Fuller (Ashton Kutcher), foi demitido pelo próprio pai e resolve enfiar o pé na jaca curtindo um fim de semana, também em Las Vegas. O que ambos não esperavam é que, após uma noitada daquelas eles acordariam casados. Só que, antes de desfazerem este 'equívoco', eles apostam uma moeda em um caça níquel de um cassino e ganham 3 milhões de dólares. Mas, para ficar com o dinheiro, eles precisam provar que são um casal estável e feliz, o que os obriga a morarem juntos.
Apesar da história bem previsível, o filme conta com diálogos ácidos e situações realmente engraçadas que são capazes de arrancar muito mais que meia dúzia de sorrisos amarelos do público. Isso porque, Cameron e Ashton são um casal que funciona. E em tempos de comédias bobas e casais mornos, o que faz dessa comédia 'semi-romântica' um filme divertido além das expectativas, é justamente o timing do casal principal. Porque, timing é tudo em um filme, não é mesmo?
E a máxima 'o que acontece em Las Vegas, fica em Las Vegas', não poderia ter rendido um filme mais convincente.
Trailer:

8 comentários:

Garota no hall disse...

Eu tenho medo dos filmes do Ashton Kutcher... medo e trauma.

Otavio Almeida disse...

Eu odeio o Ashton Kutcher e a Cameron Diaz ligou o piloto automático faz um tempão...

Fabi, desafio abaixo aceito!

Bjs!

cinefilapornatureza disse...

Eu concordo com você! O filme é cheio de clichês, totalmente previsível, mas é engraçado demais - graças, muito, à ótima química entre Ashton Kutcher e Cameron Diaz.

Rafael Carvalho disse...

Estaria mentindo se dissesse que não me diverti um pouco com o filme, mas no fundo é só mais uma historinha boba e com final feliz, tão batida na comédia romântica. E não suporto a Cameron Diaz, acho ela por demais artificial.

Cecilia disse...

Não sei porque, mas tenho medo de assistir esse filme. Pressinto uma bomba. E não estou mais para assistir comédias românticas bombas. =P

cinevita disse...

Concordo, falho e previsível, mas diverte!

Também daria 3 estrelas, principalmente pela química da dupla.

Ah, e adorei sua lista abaixo!

Ciao!

Rafael Moreira disse...

Fabiana, adorei o filme. Lembro bem quando tava em cartaz, eu assisti. E foi bem melhor do que ver "Fim dos Tempos" (uma das maiores decepções do ano). Mesmo que o final seja óbvio, o filme é diferente. E Kutcher e Diaz são incríveis, como você disse, o que salva o filme, literalmente...

3 estrelas!

Abraço!!

P.S.¹: Lista ótima a de baixo.
P.S.²: Surpreso com sua opinião sobre "Efeito Dominó".

Sunflower disse...

eu passei por todos os posts pra pegar dica de um filme pra assistir. vou com traídos pelo destino e medo da verdade.

vou cruzar os dedos para não esquecer o nome na locadora.

beijas